FBbox/https://www.facebook.com/JaguarariNoticias1/


O ex-presidente dos Correios, Guilherme Campos, está na mira do Ministério Público Federal no Distrito Federal. De acordo com a coluna Estadão, do jornal O Estado de S. Paulo, o ex-gestor acusado de usar R$ 80,3 mil da empresa com passagens aéreas de ida e volta para Campinas, em São Paulo, onde mora e tem sua base eleitoral.
Campos deixou o cargo em 6 de abril para concorrer ao cargo de deputado federal pelo PSD.
O ex-presidente viajava sempre em fim e início de semana. Em suas justificativas, ele alegou “necessidade de serviço”. A suspeita é de que ele usou dinheiro público para voltar para casa. Despesa que não é coberta pelos Correios.
"Estou tranquilo. Não cometi nenhuma ilegalidade”, disse Guilherme Campos ao diário paulista.

Postar um comentário

FBbox/https://www.facebook.com/JaguarariNoticias1/
Tecnologia do Blogger.