A menos de 40 dias da Copa do Mundo e um pouco mais para o São João, quem quer aproveitar as datas para ganhar dinheiro precisa se planejar o quanto antes para correr atrás da clientela. O CORREIO conversou com especialistas para descobrir o que é tendência para essas ocasiões e assim assegurar uma grana extra junina.
“Futebol é paixão nacional e todo mundo sabe disso. E mesmo o São João sendo uma data muito tradicional é importante que os empreendedores estejam preparados para explorar as duas datas, em paralelo”, destaca a sócia-diretora da Blue Numbers, Camila Pacheco. A consultoria é especializada em micro e pequenas empresas. “O que se pode (e se deve) fazer é sempre inovar na forma de comunicar isso”, acrescenta ela. 
Por isso vai ser necessário entender os anseios e desejos dos clientes, pontua o professor de inovação e empreendedorismo do portal meuSucesso.com, Marcelo Pimenta. “É preciso usar a empatia para se conectar com o seu consumidor e entender qual é o perfil dele, em que situação ele se encontra e o que espera resolver. As necessidades devem ser atendidas de acordo com a cultura e o contexto do cliente. Com esta análise, você consegue identificar o que os consumidores estarão buscando nesses períodos e aí acertar na oferta”.
E se o assunto é festa, para a gerente da Unidade de Gestão de Portfólio do Sebrae Bahia, Norma Silva, o que não  falta é oportunidade  de negócio. “Tanto na Copa quanto no São João, é possível desenvolver produtos e serviços que todo mundo vai comprar. Mas pra traçar uma boa estratégia perante a concorrência o empreendedor precisa se planejar. O diferencial vai ser o melhor serviço”. 
As redes sociais podem ser grandes aliadas. “Os consumidores para os dois eventos festivos buscam também um bom atendimento - cordial, alegre, receptivo. Uma boa alternativa é fazer o delivery do produto, dentro do seu bairro, cidade. Comodidade conta muito”, aconselha.
Tradição
É isso o que faz o comerciante Daniel Soares, ou melhor, o “Seu Tremendão”, como é conhecido no bairro da Cidade Nova. Tão conhecido quanto o bar que leva no nome a fama do dono - ou até mais - é o licor de jenipapo Tremendão Matador do Sertão, fabricado por ele há pelo menos uns 10 anos. 
“Eu já vou começar a produção. Estou só esperando a cachaça chegar, que vem lá do meu interior, Jequié. Já tem gente passando aqui no bar perguntando pelo licor. Daqui para o meio do mês a produção sai ”, garante.
A receita é de família e Seu Tremendão aprendeu com a mãe. “Faço tudo em casa. Minha mãe que fazia e eu ajudava ela. Eu espremo o jenipapo no pano, como manda a tradição. É um processo artesanal”, descreve.
Em 2017 o comerciante fabricou 80 litros. Este ano, o plano é chegar a 100. A garrafa deve ficar por R$ 15. “Eu devo manter esse preço, não vou aumentar, não. O que eu faço, vendo tudo. É um dinheirinho bom que chega em boa hora e dá para pagar as contas atrasadas”, diz. “Este ano, o dinheiro das vendas  vai cobrir a reforma do bar. Calculei uma coisa e quando vi, gastei o dobro. Mas tá tudo certo”, completa.
Mas não é só no São João que o comerciante está pensando. Ele também está de olho na Copa. “Vou tirar as bandeirolas que eu tenho guardadas, deixar o bar todo verde e  amarelo para atrair os clientes na hora dos jogos. Vai ficar tudo legal”.  

APROVEITE O MÊS DA COPA E DO SÃO JOÃO
Olhar diferenciado  Entenda as necessidades, anseios e desejos dos possíveis cliente, buscando inovar por meio de serviços e produtos. As necessidades devem ser atendidas de acordo com a cultura e o contexto do cliente; fazendo essa análise, você consegue identificar o que os consumidores estão buscando.
Negócios sazonais  As dicas que não devem sair do radar do empreendedor: pensar no ciclo de vida do produto, testar antes de tomar decisões muito arriscadas e ser o melhor do mundo naquilo que você oferece. 
Conveniência e impulso Quando as datas se aproximam, começa todo um movimento em torno dos temas... televisão, comemorações familiares e escolares, decorações – o que naturalmente chama a atenção das pessoas e suscita uma necessidade de pertencimento. Você quer fazer parte daquilo. Sendo assim, 
as possibilidades promocionais são infinitas e todos os segmentos podem e devem 
explorá-las.
Investimento Tenha clareza de quanto vai investir, e quanto tempo tem pra vender. Se o investimento é sazonal, lembre-se que após esse período não haverá mais o apelo de venda.
Copa do Mundo No caso da Copa, considere o fato do Brasil sair antes do final da competição, o que pode diminuir ainda mais seu tempo de venda. O negócio aqui é aproveitar o período que antecede a competição, e ter na manga fornecedores que possam supri-lo caso o tempo se estenda.
Experiência Decoração, música, brindes de qualidade... tudo colabora para a experiência. Se você tem uma loja física, não esqueça desses gatilhos emocionais.
São João  Sempre há lugar para o tradicional, as comidas típicas e tudo mais que remete à festa. Montar uma barraquinha junina, por exemplo, não é difícil. Porém, é fundamental ter qualidade, caracterização e divulgação também. As redes sociais podem ajudar bastante nisso. 
Festa é festa  Dá para aproveitar, inclusive, os dois momentos para ganhar dinheiro. A dica é buscar produtos relativos às duas épocas - tanto a Copa, quanto o São João - ou integrar as duas coisas, como um “São João na Copa”, por exemplo. Os bares podem apostar em ações como transmissão dos jogos regada a um bom forró. Quem trabalha na área de alimentação pode pensar em comidas típicas,  aproveitando o clima dos jogos também.

Postar um comentário

FBbox/https://www.facebook.com/JaguarariNoticias1/
Tecnologia do Blogger.