Ads Top

Em São Paulo e Sergipe EAF alcança grandes resultados e continua firme nos seus objetivos


“Minimizar os efeitos devastadores da pobreza no Povoado de Flamengo através do espetacular ATLETISMO: Esporte pacífico e redentor, para um Nordeste sistemático e sofredor”. Esse é o principal objetivo e missão da Escolinha que surgiu para proporcionar uma opção esportiva mais educadora. Porém a afirmação da ideologia foi tão rápida e avassaladora que os resultados trouxeram a mídia para Jaguarari e todos querem saber como um povoado de nome tão sugestivo para o futebol se destaca através de corredores.

Nesse último final de semana essa verdadeira filosofia de vida levou mais uma vez a bandeira da cidade a duas capitais do país e os atletas demonstraram uma intimidade coma a corrida, sem precedentes na história, visto que as gestões que passaram pela cidade desde o surgimento da EAF não fizeram nenhum investimento que justifique os bons resultados.

Em Bragança Paulista, cidade que sediou o Campeonato Brasileiro SUB 20 os três atletas moradores do Povoado, Alessandro Bonfim, sua irmã Ticiane Bonfim e Erivania Cruz, disputaram as provas dos 3.000 metros com obstáculos, conseguindo posições honradas e as custas de muito suor e esforço. Na sexta feira (1º) Erivania e Ticiane ficaram respectivamente em quarto e sétimo, enquanto que o garoto ficou em sexto.

Alessandro voltou a competir no sábado (2), vencendo a primeira série dos 5.000 metros rasos, finalizando na sexta colocação entre os 40 atletas inscritos na prova.

Em Aracajú, na disputa do Campeonato Estadual Adulto, os atletas Adriano dos Santos, Núbia de Oliveira e Jonatas Natanael ficaram entre os três primeiros colocados em todas as provas que disputaram. Adriano de 17 anos venceu os 800 e ficou em segundo nos 1.500 metros rasos, enquanto que Natanael, também de 17 anos, ficou em segundo nos 800 e em terceiro nos 1.500 metros rasos. Núbia, de 17 anos, venceu os 1.500 e ficou em segundo nos 800 metros rasos.

Esses resultados são realmente impressionantes, mas o que mais impressiona é a vida de glamour e conhecimento cultural que esses jovens têm recebido como recompensa de muito treinamento e perseverança. Segundo dados da própria EAF, de 2011 até o ano passado, incluindo o investimento do Incrível Luciano Huck, o montante já ultrapassou 5 milhões de reais em hospedagens, viagens aéreas, equipamentos, construção da pista de treino e bolsas conquistadas através dos grandes resultados.

Esse abençoado dinheiro ajudaram muito Flamengo a não desaparecer do mapa, visto que se dependesse da Prefeitura Municipal de Jaguarari a comunidade já teria se transformado num povoado fantasma.
Tecnologia do Blogger.