FBbox/https://www.facebook.com/JaguarariNoticias1/

Ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann sugeriu ontem (15) que a intervenção federal no Rio de Janeiro seja prorrogada até o fim de 2019. 
O decreto legislativo inicial, aprovado pelo Congresso Nacional, só autorizou a União a intervir no estado na área da segurança até o dia 31 de dezembro deste ano. 
De acordo com o ministro, é importante que o futuro governador fluminense e o próximo presidente avaliem a manutenção das forças federais no comando da segurança. 
"Dado o avanço que vai acontecer, eu acredito que o futuro governante do Rio de Janeiro agiria de bom senso se dispuser-se a prolongar pelo menos por mais um ano esta intervenção. Porque é o tempo necessário para que a gente possa concluir o legado. Se nós tivermos mais tempo, melhores resultados virão", apontou Jungmann, ao lembrar que a sugestão foi do governador Luiz Fernando Pezão, com a qual ele concordava. 
"Acho que vai apresentar resultados, os dados [da criminalidade] vão continuar caindo. Mas se você imaginar o grau de sucateamento a que chegou o sistema de segurança do Rio de Janeiro, a gente tem que dar mais tempo ao tempo, para reciclar, formar, qualificar, para equipar esse pessoal, para retreinar, para dar um senso de auto-estima a essa polícia", acrescentou.

Postar um comentário

FBbox/https://www.facebook.com/JaguarariNoticias1/
Tecnologia do Blogger.