A atriz Luana Piovani participou de uma conversa bastante íntima com o youtuber Mattheus Mazzafera, em uma gravação para o canal Hottel Mazzafera. Entre os assuntos abordados, Luana revelou que já ficou com uma mulher em uma balada no Rio de Janeiro. 
"Não sei nem quem é a guria. Se ela passar por mim, não sei nem quem é. Será que foi bom para ela? Para mim foi incrível", avaliou.
Ela conta que estava no Galeria Café com alguns amigos até que a menina chegou dançando. “Não lembro do rosto dela. Aí comecei a sentir o cheiro da boca dela, um cheiro fresco na boca. Ela chegou perto, me deu um beijo, ela beijava bem. Demos vários beijos. Não fomos para cantinho, estávamos na pista e na pista mesmo a gente beijou", relatou.
Outro ponto que surgiu na conversa foi uma das polêmicas mais antigas quando o assunto é sexo: “Tamanho é documento?”. Luana respondeu logo:
"É, né, gente? Tem aí uma média que há de ser atingida".
O youtuber ainda aproveitou o encontro para perguntar o que a loira fazia e não faz mais de jeito nenhum.
"Cheirava lança (perfume) no Carnaval, em festinha assim", revelou.
No vídeo também foi revelada a última vez que a atriz chorou de raiva. Segundo ela, foi quando não recebeu o convite para a premiação do Emmy Awards, quando a série ‘A Mulher Invisível’ foi indicada. 
"O Emmy não te convidou?", questionou Matheus. "'Mulher' ganhou, ele foi representado, mas nem eu nem o Selton Mello fomos convidados", disse em tom de indignação e completou: "E, p****, A Mulher Invisível, no caso, sou eu, e o Selton é o protagonista. A gente devia estar lá. E é uma puta oportunidade, no Emmy você encontra um milhão de pessoas. Eu ainda liguei e falei: 'Tenho casa em Nova York, inglês, o vestido, o carão, só preciso do convite'. Nem recebi uma flor dizendo parabéns pelo trabalho. Fiquei dois dias mal. Mas de toda forma tenho meu carimbo de Emmy", completou.
Ao ser perguntada sobre se arrepender de alguma coisa, Luana relembrou a agressão de Dado Dolabella. "Até merdas que eu vivi eu cresci. Nunca vou esquecer, no dia que vivi minha agressão, eu estava desesperada, o carro atrás de mim, não sabia para onde ia, meu pai e minha mãe em casa, não podia ir para casa, ia para casa de quem para pensar e chorar?", disse. 
"Naquela situação, no meio do nada, veio um negócio dentro de mim, olhei para o céu e falei: 'Deus, obrigada. Eu ia casar. Apesar de ser difícil o que estou passando eu te agradeço pois sei o que está fazendo por mim", completou.

Postar um comentário

FBbox/https://www.facebook.com/JaguarariNoticias1/
Tecnologia do Blogger.