O prefeito de Jaguarari, Everton Carvalho Rocha (PSDB), que enfrentará julgamento de Processo de crime político-administrativo, na próxima quarta-feira (21) na Câmara de Vereadores, fez uma mudança, de última hora, segundo alguns juristas, protelatória.
O escritório de advocacia que estava com a responsabilidade de defender o prefeito no Processo era de Salvador, mas nos instantes que antecederam a publicação do Edital de Intimação com marcação da data do Julgamento no Diário Oficial da Câmara, Everton enviou Ofício à CPP 001/2017 informando que seu patrono passou a ser o advogado SIDNEY SÁ DAS NEVES, com escritório em Brasília.
Essa mudança de última hora soou como uma tentativa de dificultar o andamento do Julgamento, já que a CPP 001/2017 teria que agilizar, em tempo recorde, a intimação do novo advogado, fora o fato da distância e a possibilidade de não ser encontrado a tempo.
Durante todo o processo, segundo informações colhidas pelo Jaguarari Online, o prefeito denunciado não facilitou os trabalhos de investigação, o que deixa a dúvida quanto a intenção em provar a veracidade da denúncia atribuída.
Agora a pergunta que ecoa nos quatro cantos do município: sendo cassado na próxima quarta, o prefeito aceitará a decisão dos representantes da população de Jaguarari ou irá insistir em manter a catástrofe de sua administração, que tem causado inúmeros danos ao povo deste município?

Postar um comentário

FBbox/https://www.facebook.com/JaguarariNoticias1/
Tecnologia do Blogger.