A “transformação” imposta ao município de Jaguarari pela administração frustrante do prefeito Everton Rocha (PSDB) é de causar revolta em cada um dos mais de 9 mil eleitores que votaram nele!
Durante o momento em que alguns beneficiados com cargos comissionados e secretários do governo preparavam a “grande manifestação”, pais de família choravam em suas casas por não terem o dinheiro da feira deste sábado (27). A informação que acabamos de receber, após a publicação da matéria sobre o tal evento, é a de que os médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e até mesmo os garis que trabalham no regime quinzenal encontram-se com 3 quinzenas atrasadas (1ª e 2ª de dezembro de 2017) e a 1ª de janeiro de 2017 e a 4ª quinzena fecha na próxima terça-feira (30). Os profissionais da saúde já estão fechando o 2º mês de salários atrasados e, segundo nos informaram, ao cobrarem aos seus responsáveis, estes culpam os vereadores por tais desmandos do então prefeito “fujão”. Mas, se o mês de dezembro de 2017 ainda estava sob o efeito da LOA aprovada em 2016 e com um orçamento médio superior a 7 milhões de reais, onde foi parar todo este dinheiro?

Diante de tanta falta de humanidade, responsabilidade e seriedade com o dinheiro público, a população precisa acordar e se deslocar ao Ministério Público e solicitar que o órgão exija do gestor municipal esclarecimentos e soluções acerca da falta de compromisso com a população jaguarariense. Não é justo, muito menos honesto o que a prefeitura de Jaguarari está fazendo de maneira corriqueira com os servidores, principalmente com os garis do município!

Postar um comentário

FBbox/https://www.facebook.com/JaguarariNoticias1/
Tecnologia do Blogger.