FBbox/https://www.facebook.com/JaguarariNoticias1/

A Sessão Ordinária da Câmara de Vereadores de Jaguarari, marcada para a tarde desta quinta-feira (25), não aconteceu. Com um número menor de manifestantes, composto em sua maioria de funcionários comissionados, contratados e simpatizantes do prefeito Everton Rocha, a presença destes sinaliza o enfraquecimento do apoio ao gestor acusado e investigado por suposto crime na contratação e pagamento, via conta de Líbia Rocha (não funcionária da prefeitura), dos veículos Doblô e Montana. Seis vereadores compareceram à Sessão, número insuficiente para a abertura dos trabalhos, com isso a 2ª discussão e votação da LOA – Lei Orçamentária Anual ficou para a próxima quinta-feira (01/02/2018).
Houve manifestação dos presentes, aparentemente induzidos por superiores e/ou desprovidos de conhecimento sobre a LOA, achando que o atraso do município é fruto do trabalho da Câmara e não das ações imprudentes e irresponsáveis do prefeito municipal.

Decerto a LOA ainda passa por adaptações na Câmara, a fim de corrigir distorções, como por exemplo o mísero valor de R$ 10.000,00 (dez mil) destinados para o transporte universitário, para todo o ano de 2018.

Postar um comentário

FBbox/https://www.facebook.com/JaguarariNoticias1/
Tecnologia do Blogger.