Eleições 2020: Campanha eleitoral pode prejudicar enfrentamento a covid-19 -->

Iklan Semua Halaman

Eleições 2020: Campanha eleitoral pode prejudicar enfrentamento a covid-19

Valtenei Santos
3 de agosto de 2020
O desejo do TSE – Tribunal Superior Eleitoral, atendido pelo Congresso Nacional através de uma emenda à constituição que alterou a data das eleições, não terá grandes efeitos em pequenos municípios no enfrentamento da pandemia.

A pedido do Luiz Roberto Barroso, presidente do órgão, as datas das eleições foram modificadas de 4 de outubro para 15 de novembro, o primeiro turno, e 29 de novembro o segundo. O objetivo de tal mudança é o novo coronavírus – covid-19, e a preocupação que o Brasil não coloque o povo na rua, num momento onde se acredita que esteja atingindo um pico da doença, com posterior redução de casos nos meses de setembro e outubro.

Em meio a tudo isso, um fator parece ser desconhecido por Barroso, e certamente ignorado por deputados e senadores, que muito provavelmente foram pressionados por pré-candidatos: eleição em cidade do interior.

Em menos de 30 dias, ficará autorizado a realização de convenções partidárias, mas a campanha já está nas ruas, e nos pequenos municípios, o candidato costumeiramente vai na casa do eleitor, toma café, aperta a mão, abraça, tira foto, faz compromissos.

Nas grandes cidades, os candidatos fazem visitas sutis em ruas ou bairros, mas mesmo assim tem aglomeração.

Jaguarari

Em Jaguarari município do norte baiano, com 33.570 habitantes segundo o IBGE e 21.920 eleitores biometrizados, ou seja,  aptos a votar segundo os últimos dados do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), a caçada pelo eleitor já começou. Nas redes sociais além dos dois pré-candidatos ao cargo de executivo (até o momento), uma enxurrada de pré-candidatos ao legislativo tomou conta das redes. Entre os nomes aparecem  ex-prefeito, ex-vereador, figuras conhecidas da sociedade por exercer ou já ter exercido algum cargo público, lideres comunitários,  também temos pessoas que não são públicas, mas  veem na politica uma forma de contribuir para o desenvolvimento da sociedade jaguarariense.