Ads Top

Jaguarari: Acusado de matar a ex mulher com 2 tiros foi condenado há 21 anos de prisão


João Conceição Silva, acusado de matar a ex mulher, Marlucia Moreira da Silva, em abril, de 2015, foi condenado pelo júri popular de Jaguarari, há 21 anos de cadeia em regime fechado, após alegações do Ministério Público, que pleitou a condenação do réu.

O Tribunal do Júri, esteve reunido nesta quarta-feira, 13, e o réu, não compareceu, sendo considerado foragido da justiça.

A prisão preventiva foi decretada imediatamente após resultado final.

Relembre o caso:

O motorista João Conceição Silva, de 36 anos, que assassinou a ex-mulher Marlucia Moreira da Silva, 32,na cidade de Jaguarari (BA), foi preso, na quinta-feira (23), ao comparecer à sede da 19ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Senhor do Bonfim), acompanhado de seu advogado. Ele tinha mandado de prisão temporária em aberto. O crime aconteceu no dia 17 de abril.

João matou Marlucia com dois tiros na cabeça dentro da casa onde ela residia desde que se separou dele. Os dois estavam separados há dois anos. Na ocasião, ele foi até o endereço da ex-mulher buscá-la. Os dois iriam juntos ao fórum de Jaguarari para assinar a autorização de casamento deles, que tem apenas 16 anos. Assim que entrou no imóvel, o acusado sacou um revólver calibre 38 e efetuou os disparos.

Vizinhos disseram à polícia que ouviram o barulho dos tiros e que viram o momento em que o motorista saiu correndo do imóvel com a arma na mão. Ele disse à polícia que jogou a arma em um matagal durante a fuga.

Fonte: Blog do Walterley Kuhin
Tecnologia do Blogger.