Ads Top

Morador de Jacobina é alvo de operação nacional de combate à pedofilia

preso-jacobina-operacao-nacional-combate-pedofilia
Na Bahia, oito pessoas foram alvos da Operação Luz na Infância. A 4ª fase da operação foi deflagrada pela Polícia Civil nesta quinta-feira (28), em 26 estados e no Distrito Federal. A megaoperação tem por finalidade apurar crimes de abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes praticados na internet.
Segundo a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), dos oito mandados de busca e apreensão cumpridos no estado, um aconteceu em Jacobina, quatro em Salvador, um em Guanambi e dois em Lauro de Freitas. Todos os suspeitos são do sexo masculino e alguns ainda não tiveram as identidades divulgadas. Segundo a polícia, o envolvimento deles está sendo investigado.
Suspeito preso tinha mais de mil vídeos com crianças
O caso mais grave divulgado até o momento foi de um técnico de informática preso no município de Guanambi, no sudoeste da Bahia. Fábio Luiz Leal da Silva, 33 anos, foi flagrado com mais de 1.500 vídeos pornográficos envolvendo crianças, armazenados em discos rígidos. Segundo a SSP-BA, o suspeito mora com o avô, no bairro Santo Antônio. Na casa dele, os policiais apreenderam notebooks, computadores, pen drives e cartões de memória contendo os materiais.
preso-jacobina-operacao-nacional-combate-pedofilia2
O delegado Cristiano Mangueira, diretor adjunto do Departamento de Polícia do Interior (Depin), contou ao G1 que outros crimes podem ser identificados durante a investigação. “Os vídeos contém crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade, crime de pedofilia e pornografia infantil. Essa investigação pode ser ampliada. A princípio, a gente detectou a ocorrência desse delito, mas outros delitos podem identificados no decorrer da investigação. Se ele agia de forma isolada, se fazia parte de uma rede de pedofilia, se compartilhava esse material, são situações que as investigações daqui para frente vão responder”, disse Mangueira.
A investigação partiu do Ministério da Justiça, através do Serviço de Inteligência (SI), que verificou a troca de dados com material de pornografia infantil na internet.
Força-tarefa
Segundo a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), cerca de 62 policiais participaram da operação em Salvador e no interior. Em todo o país, a ‘Operação Luz na Infância’ envolveu 1.500 policiais, que cumpriram 266 mandados expedidos pela Justiça. A força-tarefa prendeu 50 suspeitos só na manhã de hoje.
A polícia chegou até os suspeitos com base em elementos informativos coletados na web. Todos os dados foram analisados e apresentaram indícios de que crimes de pedofilia foram cometidos. Todo o material apreendido nas casas dos suspeitos serão periciados pelo Departamento de Polícia Técnica (DPT).
.
Redação Jacobina Notícias
Tecnologia do Blogger.