A Justiça de Jaguarari acaba de INDEFERIR Ação Declaratória de Nulidade (Nº 8000653-89.2018.8.05.0139) impetrada pelo ex-prefeito Everton Rocha que pretendia anular os efeitos da CPP 02/2018, que em 04 de junho, por 10 a 3 votos cassou seu mandato de prefeito, sob a acusação de entrega intempestiva da Lei Orçamentária Anual - LOA. A decisão agora volta a ficar a cargo do Tribunal de Justiça da Bahia – TJ-BA. Entusiasmado e confiante, durante entrevista na rádio de sua propriedade, Everton Rocha pediu aos seus “seguidores” que não tomem nenhuma atitude, já que havia algumas pessoas pretendendo adentrar na Prefeitura.
Salientamos que na última sexta-feira, 19, Everton Rocha, também em sua rádio, anunciou que voltaria ao cargo, situação que não se concretizou. Já quinta-feira, 25, outra decisão favorável foi comemorada e alguns aliados próximos chegaram a afirmar que Everton seria, a partir dali, o prefeito. E por fim, na noite desta segunda-feira, 29, uma terceira decisão, também favorável a Rocha reacendeu a esperança de novamente retornarem ao cargo de prefeito, fato comemorado por dezenas de pessoas por todo o município, porém não concretizado.
Nossa equipe continua acompanhando toda a movimentação sobre o clima político de Jaguarari.
Jaguarari Online

Postar um comentário

FBbox/https://www.facebook.com/JaguarariNoticias1/
Tecnologia do Blogger.