Jaguarari Noticias quarta-feira, setembro 05, 2018
A promotoria de Justiça de Jaguarari, no Piemonte Norte do Itapicuru, pediu afastamento do presidente da Câmara de Vereadores, Márcio Gomes (PSDB). O Ministério Público acusa o edil de improbidade administrativa – por contratar funcionários fantasmas e se apropriar de valores – e pede afastamento por 180 dias, ou até o fim das investigações.

O recurso foi apresentado na última sexta-feira (31) ao Tribunal de Justiça da Bahia (Yj-BA). Antes, o pedido de afastamento foi negado pela juíza da comarca local, Maria Luíza Nogueira Cavalcanti Muritiba. A magistrada só tinha acatado a posição da promotoria quando a bloqueio de bens. Por isso, determinou o confisco de R$ 53,1 mil do vereador acusado.

Postar um comentário

FBbox/https://www.facebook.com/JaguarariNoticias1/
Tecnologia do Blogger.