Um lote de extrato de tomate foi proibido de circular pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), segundo proibição publicada no Diário Oficial da União (DOU) nesta segunda-feira (20)

Fabricado pela Heinz Brasil, o produto da marca Quero foi autuado por conter presença de pelo de roedor.

A empresa está incumbida de recolher todo o estoque do lote do extrato de tomate dos mercados em todo o país

Postar um comentário

FBbox/https://www.facebook.com/JaguarariNoticias1/
Tecnologia do Blogger.