O Concurso da prefeitura municipal de Senhor do Bonfim, realizado pelo então prefeito Drº Correia, em cumprimento ao Termo de Ajustamento de Conduta – TAC, firmado com o Ministério Público corre sérios riscos de ser anulado. De acordo com o prefeito eleito, Carlos Brasileiro, corre no Tribunal de Justiça da Bahia uma ação pedindo a nulidade do certame. Dentre as alegações citadas pelo futuro gestor, estão:
a) Edital elaborado em menos de 30 dias;
b) O concurso e o edital não transmitem a real necessidade do Município;
c) Equívocos constatados no edital e nas provas;
d) Falhas na execução e organização.
Quanto aos candidatos, Brasileiro garantiu que, caso haja a anulação do concurso, as taxas, se devidas, serão devolvidas ou ficará como crédito para o novo concurso a ser realizado até o mês de abril.


Postar um comentário

FBbox/https://www.facebook.com/JaguarariNoticias1/
Tecnologia do Blogger.