A alta no gás de cozinha foi um dos fatores que mais pressionou a inflação, segundo a prévia de novembro divulgada pelo IBGE. (VEJA.com/Divulgação)
A Petrobras anunciou nesta segunda-feira um novo reajuste no de gás de cozinha (GLP) de uso residencial. O preço do botijão de 13 quilos cobrado das empresas distribuidoras aumentará 8,9%, em média, a partir desta terça-feira.

Com isso, o valor deve subir cerca de 2,53 reais se forem mantidas as mesmas margens de distribuição e revenda, estima a companhia. Os distribuidores, no entanto, têm liberdade para decidir o quanto do aumento repassarão aos consumidores.
Segundo a estatal, o aumento acontece em razão das cotações internacionais do produto, que acompanharam a alta de preços do petróleo do tipo  Brent.

No início de novembro, a Petrobras havia anunciado um aumento de 4,5% no preço do GLP destinado ao uso residencial. A alta no gás de cozinha foi um dos fatores que mais pressionou a inflação, segundo a prévia de novembro divulgada pelo IBGE.

O preço médio do botijão de gás era de 65,64 reais na última semana, segundo levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) feito junto a 2.565 pontos de venda.

Fonte: Veja

Postar um comentário

FBbox/https://www.facebook.com/JaguarariNoticias1/
Tecnologia do Blogger.