Os alunos do curso de Agronegócio do Colégio Estadual Petrônio Portela em Pilar, PRONATEC-MEDIOTEC participaram na quinta-feira (09/11/17) do evento SEMIÁRIDO SHOW, promovido pela EMBRAPA, PE.
SEMIÁRIDO SHOW, é a maior feira da agricultura familiar do Nordeste brasileiro oportunizando acesso aos alunos e a população em geral às inovações tecnológicas, produtos e serviços desenvolvidos pela Embrapa e instituições parceiras de pesquisa, ensino e extensão rural. Isso através de uma programação dinâmica, com demonstração de tecnologias em campo, capacitações, unidades práticas de aprendizagem, seminários, workshops, exposições e espaços temáticos.
Com o tema “Bioma Caatinga, Recursos Hídricos e Tecnologias: Perspectivas Socioambientais”, o Semiárido Show 2017 mostrou que é na respeitosa interação entre as famílias e a natureza, com disponibilidade de água e adoção de tecnologias, que é possível produzirem e viver bem nessa região.
Os alunos participaram do evento com entusiasmo na certeza de adquirir novos conhecimentos que possam fortalecer o que vem sendo estudado em sala de aula, ou seja compreender na prática as possibilidades do agronegócio para nossa região, despertar assim, nos educandos o desejo de cuidar de suas propriedades, já que a maioria deles moram na zona rural e outros possuem propriedades rurais.
Os alunos participaram ativamente de seminários e dos workshops além de apreciar exposições e visitar vários espaços temáticos, tiveram a oportunidade de participar dos seminários sobre Políticas Públicas para a agricultura familiar, irrigação de baixo custo, enxertia de melancia, produção de hortaliças orgânicas e no Festival de Sabores da Caatinga presenciaram a produção de produtos derivados do umbuzeiro e a beijus coloridos.
Para Ramon, o que mais chamou a atenção foi uma “maquininha que controla a quantidade de água que deve sair para molhar uma planta, pois assim evita o desperdício da água”
Davi e Amanda se encantaram com um aplicativo E-planfor “software que promete ajudar no planejamento alimentar e forrageiro do rebanho de forma que melhora o dia a dia do agricultor e do técnico sem falar na economia pois, ele informa a quantidade certa de ração que o animal deve comer para se desenvolver ".
Álvaro gostou da enxertia de melancia pois, segundo ele é uma alternativa simples, barata e possível. “Pega duas plantas, uma com resistência e outra com alta produtividade daí faz o processo de enxertia, que pode ser feito entre melancia e abóbora”.

O próximo passo agora, é pôr em prática o que foi visto e assimilado nesse evento. 

Fotos e informações: ASCOM-CEPP

Postar um comentário

FBbox/https://www.facebook.com/JaguarariNoticias1/
Tecnologia do Blogger.