O deputado estadual baiano Adolfo Viana Neto (PSDB) é suspeito de ter recebido R$ 50 mil, em recursos não contabilizados, para campanha que o elegeu em 2010 para a Assembleia Legislativa da Bahia.
A informação partiu das delações dos colaboradores da Odebrecht José de Carvalho Filho e Cláudio Melo Filho. Ainda em delação, José de Carvalho afirmou que o deputado tinha conhecimento da ilicitude dos recursos destinados a ele.
Como o alvo da suspeita não possui foro privilegiado, o conteúdo da delação foi encaminhada para a Procuradoria Regional da República, 1ª Região.
Adolfo Viana Neto foi eleito deputado estadual da Bahia, em 2010, pelo PSDB, e reeleito em 2014. O G1 tenta contato com o deputado estadual na tarde deste sábado, mas até a publicação desta reportagem, não conseguiu localizá-lo.

G1

Postar um comentário

FBbox/https://www.facebook.com/JaguarariNoticias1/
Tecnologia do Blogger.